Jornalismo – novos tempos

Jornalismo está mudando e a cada dia se confunde mais com marketing. Uma longa matéria publicada na revista dominical do New York Times, comprova isso. Já existem sites noticiosos, nos EUA, especializados em publicar matérias baseadas em dados de sites de busca.

Por exemplo: há uma grande quantidade de pesquisas no google pela mãe de Dilma Rousseff. Pronto, esse veículo, que sobrevive de vários escritores que trabalham em casa publica uma notícia sobre isso.

Tudo para atrair o máximo possível de cliques em anúncios colocados ao redor da notícia. Alguns sites estão conseguindo sobreviver disso. No entanto a matéria deixa claro o que é mais buscado na internet. Sexo.

A matéria mais lida do site Globalpost por exemplo é “A primeira estrela porno da Índia”. Os responsáveis por esse site inclusive estudam a idéia de cobrar assinaturas não pelo seu conteúdo mas seu jornalistas. Ou seja, você escolhe um escritor preferido e paga para ter acesso ao material feito por ele. Com essa assinatura você pode de certa forma participar da reunião de pauta e votar qual conteúdo deseja ver apurado.

Os tempos são outros, mas os produtores de notícia não podem apenas se preocupar em dar aquilo que o público deseja. Senão tudo se resumirá numa grande novela das 8.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: